Mulheres

setembro 19, 2016 brybru

25 de agosto de 2016

Era uma reunião de mulheres. Muita mulheres.

Altas, baixas, novas e mais velhas.

Havia uma moça com um bebê no colo e ela estava em pé. Lhe ofereço a minha cadeira para sentar e ela aceita.

Um slide era apresentado e a apresentadora ia discorrendo sobre o assunto que era mulheres. A palestra era interativa e saímos, algumas, andando pelo local e discutindo os dados apresentados e observando as diferentes mulheres.

Havia uma mulher impressionante. Era enorme, nega clara, bem larga, muito estranha e tinha seus braços dentro de uma saia que lhe servia de blusa, na altura dos ombros. A apresentadora conversava com ela e a moça demonstrava uma doçura e acanhamento incompatível com sua figura quase monstruosa. Ela me lembrava um ogro, com os braços presos na saia.

E eu pensava: ali está uma mulher. Ela sente, ela ama, e o que será que a vida haverá feito a ela para que ela se encolha assim. Se defende, na certa. Deve ter sido julgada, exposta e surrada por ser o que é, feia e estranha. Parecia ser curtida pela vida. Mas é uma mulher que sente e ama.

A apresentadora nos mostra mais algumas coisas e nos chama para mais uma apresentação. Um amigo do trabalho está lá, me testando sobre meus conhecimentos em saúde. Invalidando tudo o que sei, dizendo que ia perguntar para a mulher dele se eu estava correta.

A apresentadora nos chama e minha amiga Inês fica me chamando. Fico dizendo, o que é Inês? Eu quero continuar a ver a palestra. E ela me diz ansiosa, espera aí, espera aí, escuta o que eu vou te dizer: “sabe do que as mulheres mais se ressentem na vida? da invenção do telefone!”

IRL – Acordei e tão logo me dei conta, o insigth do telefone, comecei a chorar como louca. A louca que sou. Tudo muito simples e claro. Mulheres, mulheres cuidando de outras, mulheres cuidando de crianças, mulheres contidas em sua expressão (saia nos ombros prendendo os braços), mulheres diminuídas, não respeitadas por aquilo que são, mulheres sendo testadas pelos homens, mulheres querendo aprender e entender mais sobre mulheres, mulheres se dando conta de seu ressentimento pela espera do telefone tocar, esperando mensagens.

Sonho catártico em face da choradeira ao acordar.

Anúncios

Entry Filed under: Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to comments via RSS Feed

Páginas

Categorias

Agenda

setembro 2016
S T Q Q S S D
« jul   nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Most Recent Posts

 
%d blogueiros gostam disto: