Constatação

março 23, 2011 brybru

Neste exato momento, ouvindo os mantras de cura de Kuan Yn, me dou conta de que fiquei sem sonhar o exato tempo de me dar conta que havia sonhado o tsunami do Japão. Eu me perguntava hoje pela manhã da responsabilidade que é ser sonhador.

Enquanto sonhos meus pequenos problemas domésticos, enquanto “prevejo” minhas glória e inglórias, consigo justificar a mim mesma. Afinal, dentro de meu inconsciente a minha vida se descortina. Eu não tenho consciência, mas o meu Eu superior sabe que minha forma de agir e reagir à vida me levarão por determinados caminhos e, desta forma, meus sonhos me contam o que poderá ser da minha vida, fruto de meus atos e pensamentos.

Mas quando se sonha com uma multidão, com uma nação fugindo do mar, quando no sonho se sabe que não há como fugir destas ondas, o que isto significa? Qual é a minha participação no inconsciente coletivo? Qual é minha ligação com o outro lado do planeta, com toda uma nação? E qual o meu propósito enquanto sonhadora?

Porque me esqueci do sonho e da angústia?

Ter a dimensão de fazer parte de um todo indivisível é assustador.

Luz e orientação aos meus sonhos. Luz e orientação a todos nós.

Anúncios

Entry Filed under: Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to comments via RSS Feed

Páginas

Categorias

Agenda

março 2011
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Most Recent Posts

 
%d blogueiros gostam disto: