Casa na árvore e coisas mais

fevereiro 18, 2011 brybru

Estava em um lugar e comecei a conversar com um hippie e ele me mostrava a produção artística dele. Ele tinha uma namorada loira, de olhos claros, que parecia se muito rica e a sensação que eu tinha era que ela havia abandonado toda a família dela e seu dinheiro para ficar com ele.

Então fui ao shoopping com meu irmão mais velho e eu estava mal vestida. O Shoopping era também a locadora de filmes que ele sempre vai. Duas pessoas conhecidas, que eu não lembro quem eram, passaram por mim e fingiram que não me viram. Eu escorreguei no chão e ao invés de levantar e chorar, continuei deslizando no chão pra  rir de mim mesma. Eu e meu irmão íamos embora com mais dois amigos dele. Vi uma camiseta no chão, na entrada do shooping e disse pra meu irmão que a camiseta era dele, só pra ele perder tempo. Ao invés de sair comigo ele voltou pro shooping e ficou lá. Tentei alcançá-lo e os dois amigos no final da rua, e nisso veio um homem gigantesco, bateu em mim e me derrubou no chão. Esse homem rouba um carro que estava ao meu lado e dá a volta na rua e tenta me atropelar para que eu não avisasse a polícia. Tento entrar no shoopping, mas a porta está trancada. Então eu pulo o muro e peço pro meu irmão me pegar. Ligamos pra polícia e vamos pra casa. Chegando em casa meu pai conta que vai ficar por muitos anos em minha casa, que fica no fundo de um paredão junto a um bloco de casas. Avisto uma casa na árvore, acima das outras casas e ela está envolta por uma muralha, um paredão de montanhas. Meu pai diz que também alugou a casa da árvore. Ela era toda retorcida. Essa casa na árvore eu sempre sonho com ela.

IRL – O hippie pode representar uma retomada de sua viagem pelo mundo da arte na atual faculdade, o que foi meio que deixado de escanteio na faculdade anterior, cujos professores afirmavam que arquitetura não era arte! Pasmem, mas é vero! Fiz esta associação porque você começou nesta semana o curso no novo lugar e pontuou sobre a diferença de abordagem.

E vejo também, na moça loira, namorada do hippie, um elemento que indica a tua distância dessa arte. Você nem lembra bem qual era a produção artística dele. A moça loira, de uma classe social bem elevada, diferente da sua, mantém você distante desse moço. E existe aí um elemento meio que pré concebido, de que arte e dinheiro não combinam.

Então você vai para um espaço que deveria ser seu, o shoopping, mas lá você se sente deslocada, por estar mal vestida. E esse lugar é mais o espaço de seu irmão, locadora, filmes. Creio que tem mais a ver com o espaço profissional. Cinema, filmes. Não é teu lugar. Tanto que você tenta voltar pro lugar e não consegue, e tem que pedir auxílio para seu irmão. Tem um pouco a ver com a tua indefinição profissional.

O homem que te atropela e tenta passar com o carro por cima de você me reporta ao persecutor do livro “Mulheres que correm com os lobos”, do qual faço uma transcrição abaixo.

“Num único ser humano existem muitos outros seres, todos com  seus próprios valores, motivos e projetos. Algumas tecnologias psicológicas sugerem queprendamos esses seres, que os numeremos, que os classifiquemos, que os forcemos a aceitar o comando até que nos acompanhem como escravos vencidos. Agir assim equivale, no entanto, a impedir a dança das luzes selváticas nos olhos de uma mulher; a proibir os relâmpagos e reprimir toda emissão de centelhas. Em vez de deturpar sua beleza natural, nossa tarefa consiste em criar para todos esses seres uma paisagem selvagem na qual os artistas entre eles possam criar, os amantes amar, os curandeiros curar.Mas o que devemos fazer com esses seres interiores que são completamente loucos e com aqueles que destroem.sem pensar? Mesmo a esses deve ser atribuído um lugar, muito embora seja um lugar que os possa conter. Uma entidade emespecial, o fugitivo mais traiçoeiro e mais poderoso na psique, exige nossaconscientização e contenção imediatas — e esse é o predador natural.Embora a causa de grande parte do sofrimento humano possa ser atribuída a uma criação negligente, existe também dentro da psique um aspecto contra naturaminato, uma força voltada “contra a natureza”. O aspecto  contra naturam opõe-se só que for positivo: ele é contra o desenvolvimento, contra a harmonia e contra o que for selvagem. Trata-se de um antagonista debochado e assassino que nasce dentro de nós e, mesmo com a viação parental mais cuidadosa, sua única função é a de tentar transformar todas as encruzilhadas em ruas sem saída. Esse potentado predatório aparece de vez em quando nos sonhos das mulheres. Ele irrompe no meio dos planos da alma mais significativos e profundos. Ele isola a mulher da sua natureza intuitiva. Quando termina seu trabalho destrutivo, ele deixa a mulher com os sentimentos entorpecidos, sentindo-se frágil para seguir adiante na vida. Suas idéias e seus sonhos jazem a seus pés, esgotados de qualquer animação.”

Taí…cruel, mas real. Não tem uma mulher que tenha me ralatado sonhos que não viveu uma perseguição.

E ele rouba um carro, sua direção? Mas você reage, pede auxílio para seu irmão, uma figura polêmica, aparentemente indiferente a tudo e a todos, mas que te ajuda e vão, juntos em busca de ajuda. A Meditação? Única atividade recente que vocês fazem juntos.  E juntos vão para casa.  Onde seu pai promete um pouco mais de segurança, ao dizer que vão viver naquela casa por muito tempo.

E a casa na árvore. Existem um teste psicológico que usa-se do desenho da árvore, da própria pessoa e da casa. Abaixo descrevo a interpretação dessa corrente psicológica.

O desenho da árvore pode revelar os sentimentos do sujeito, em cada fase do seu desenvolvimento, a partir da raiz até à copa e em que o tronco representa a força interna do sujeito. A casa reflecte o local em que o sujeito vive e convive e as suas relações familiares.”

Eles afirmam também que é um teste utilizado para auxiliar em diagnósticos de casos de neuroses ou até mesmo psicoses. Prefiro me ater ao simbolismo de cada elemento. Afinal, de médico, poeta e louco, todos temos um pouco ou um muito, ou, adoro essa citação, “de perto ninguém é normal”. E uma neurosezinha é comum na família, como o autismo e também o fantástico poder criativo de quem tem a alma Hum um pouquinho fora do chão…

A árvore com certeza é a expressão do si mesmo. Lembre-se de como era a árvore e me dê, ou se dê mais elementos para a análise. Agora, fugindo um pouco do conhecimento acadêmico, casa em árvores podem ser expressão muito comuns associadas à infância, mas ainda assim vejo como algo não natural. A árvore nasce, cresce e se manifesta em diversas condições. Pra mim sempre representou a expressão de nós mesmos no mundo, ou frondosos, ou ressequidos, ou em outono, inverno ou primavera. Floridas ou de copas majestosas. Somos assim…por estações.

Uma casa sobre a árvore, para mim, representa a imposição de uma consciência sobre a expressão natural. E a expressão está sendo transformada por uma consciência não muito estruturada. A casa está torta. Existem coisas fora do lugar e do prumo. E a casa está cercada, isolada, sozinha, por uma muralha.

O que conseguimos ver de tudo isso???


Anúncios

Entry Filed under: Sem categoria

One Comment Add your own

  • 1. Aneci  |  fevereiro 22, 2011 às 3:07 pm

    Teu pai, teu irmão, um homem grande a tropelar-te. Muitas figuras masculinas a subjugar-te. Já pensaste nisso? Seria a tua necessidade de ter alguém masculino por perto para dizer o q fazer? Ou essa necessidade está escondida no id q aflora apenas nos sonhos?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to comments via RSS Feed

Páginas

Categorias

Agenda

fevereiro 2011
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

Most Recent Posts

 
%d blogueiros gostam disto: