Lua em Escorpião – Lua Vermelha

janeiro 16, 2011 brybru

Eu estava esperando a minha mãe me buscar na casa de uma amiga. Meu irmão mais velho estava junto. Quando ela chegou um senhor japonêns convidou a todos nós para almoçar. Levou a gente para um corredor cheio de portas. Bateu em uma dessas portas e uma mulher atendeu e fez pipoca para a gente comer. Fiquei preocupada que a minha mãe não fosse querer comer pipoca. Mas minha mãe comeu e gostou. O corredor era bem apertado e branco.

De repente estávamos sentados em uma mesa  e meu irmão mais novo estava junto. A mesa estava no meio da rua e havia uma avenida perpendicular que descia, e atrás dela havia um lago. Estávamos comendo pão. Eu estava preocupada porque minha mãe e o meu irmão mais novo estavam virados para o lado da avenida. Alguém me disse que aquele era o dia mais violento do ano e que a lua estava em escorpião. Olhei para a lua e ela estava toda vermelha, e em toda a volta dela. Parecia uma lua ensanguentada.

Aí minha preocupação aumentou porque pensava que algum carro poderia atropelar meu irmão mais novo e minha mãe. Chegaram uns meninos que começaram a puxar o braço esquerdo de meu irmão mais novo para que ele fosse atropelado, e ele mesmo, com a mão direita enfiou um pedaço de metal do braço esquerdo para arrancar o braço fora e arrancou0-o para se salvar dos meninos.

IRL – O símbolo primeiro que chama a tenção é a lua sangrenta, a lua em escorpião. O resto a gente já fala já- já. O site “Culto da Vida”  afirma sobre a Lua em Escorpião: “Esta é uma das mais fortes posições da Lua, mas também uma das mais perturbantes para a vida emocional e sentimental. A Lua em Escorpião predispõe a uma grande insatisfação e incerteza no que respeita aos valores sólidos e estáveis de que necessita. Qualquer lua em signo de água acentua a vida emocional, mas em Escorpião a necessidade de fusão emocional com os outros torna-se imperiosa. Como existe a tendência para se identificar com os problemas dos outros como se estes fossem seus, criam-se muitas vezes situações ambíguas e complexas no seu modo de relacionamento com quem lhe é mais chegado.

Ao viver tudo com grande intensidade, muitas vezes exige que os outros lhe dêem bastante; no entanto, a sua sensação é de que lhe falta sempre alguma coisa. Para viver melhor consigo, terá necessidade de cultivar o desapego e evitar que as suas carências provoquem ressentimentos perante a vida e os outros.

O lado psíquico é, pois, acentuado pela profundidade e pela riqueza de vida interior. Em cada situação procura os motivos ocultos dos acontecimentos; porém, em vez de se projectar nos outros, deve procurar a causa na própria pessoa. Geralmente a vida restitui-lhe as coisas quando estas já deixaram de ser um problema. Quanto mais tenta possuir, maior é a insatisfação.

Enquanto não aprender a lidar com a sua vida interior, está sujeito a ser possessivo e a gerar bastante conflito á sua volta.”

Em relação à Lua Vermelha. Em julho de 2010, segundo o calendário Maia,  entramos no Ano da Lua Harmônica Vermelha.

“O número para a Lua Vermelha é o 9, que simboliza o retorno dos grandes ciclos. Um exemplo de tal retorno é o retorno periódico dos mestres que ajudaram a despertar os seres humanos na Terra. Nove é o número de Quetzalcoatl, Buda e Cristo. A carta nove do Tarot é o Ermitão, que representa o Princípio da Introspecção, o Ser sábio. É o Auto-conhecimento através da auto-análise. Momento de procura interior que leva ao centramento e ao resgate da fertilidade interna. O sangue nela presente remete também à fertilidade. Sangue pode nos remeter à violência quando derramado, mas é o elemento que sustenta a vida em todos.

 A Lua Vermelha é um símbolo para os grandes Mestres que vieram traduzir a sabedoria universal para a humanidade, incorporar o estado desperto da consciência que é acessível a todos. Estes professores servem como uma ligação com o Divino e mantêm a promessa da plena e própria mestria.

No  Ano da Lua Vermelha Harmônica nós estamos preparados para experienciar o “Mestre Interior”. Não se trata do retorno de um único grande Mestre, mas de cada ser desperto que encontra o Mestre em seu próprio ser, ou a Centelha Divina em seus próprios Corações! Ano de entrada da onda poderosa de Luz Cósmica, enquanto nos movemos para um Novo Ciclo e uma Nova Energia! (anjosdeluz.net)

Em relação ao corredor estreito, temos a idéia de dificuldades para atravessar um período, porque estar em um local apertado não é agradável, mas ainda bem que existem váras possibilidades de saída, várias portas a serem escolhidas. E o corredor é branco. Não há uma energia específica impressa no ambiente. Ambientes claros geralmente nos trazem a idéia de paz e harmonia.

E o homem japonês que leva você e sua família até à porta que vai alimentar a todos? Bem esta figura nos remete a um Mestre, a um “guia” espiritual que conduz sua família para o alimento da alma. E, olha que engraçado, você se preocupa com o que sua mãe vai achar da pipoca enquanto refeição. Algo tão trivial e incomum, mas também um alimento poderoso. Um alimento semente. Milho, como você diz, o alimento divino. Com ele dá pra fazer tudo. Nos bastaria para permanecermos alimentados. 

Porque a preocupação com o que a mãe vai pensar. Pode ser que você tenha uma idéia formada sobre o desenvolvimento espiritual de sua mãe. Como se ela fosse tão evoluída que idéias simples não fossem satisfazê-la.  Mas ela se satisfaz. Ela também não precisa de pratos elaborados. A pipoca dá satisfação, semente que pula e traduz o movimento da vida – vamos pipocar por aí!

E depois, a avenida perpendicular. Trajeto de indas e vindas cujo destino é a mesa de vocês.  Comer pão com a família. Mais um alimento simples e de grande valor simbólico. Quem reparte o pão, compartilha a vida. E os riscos de estarem em um cruzamento. Hora de decidir um rumo. Encruzilhadas sempre pedem a decisão de uma direção a seguir. Mas antes, a alimentação.

E a sua preocupação? O irmão mais velho é apenas um acompanhante. Não há temores a respeito dele, pois afinal, ele, na vida real, encontrou o seu caminho. Sua preocupação é com o irmão mais novo. Este representa pra você um ser mais frágil que merece a sua proteção e preocupação, mas reportando aqui à mensagem da Lua em escorpião., quem é que precisa de cuidados? 

Ele, em sua visão, arranca o braço esquerdo, símbolo de amorosidade e vida emocional, para manter a vida dele. O que na vida real também ocorre. É o mais afastado dos irmãos. O que menos demonstra afetividade, meio que para se preservar. Isso é o que você lê do comportamento dele. Bem ou mal, com o braço esquerdo ou não, ele se mantém vivo.

E o outro ser que merece a sua preocupação é a sua mãe. Seria aquela que cuida de você, ou, em seu entender, alguém também frágil que necessita de seus cuidados?

A preocupação, novamente nos reporta à Lua em Escorpião. Quem está em risco de ser atropelado pela vida?

Há um lago atrás da avenida. Há todo um espaço de emoções.

Voltando à Lua vermelha: Você está em um caminho de tomada de consciência individual. Sonhos, luas vermelhas, luas em escorpião. São símbolos oníricos muito elaborados. Não é qualquer pessoa que acessa essas informações. Então, apesar de você não ter essa percepção e se sentir angustiada por não alcançar coisas desejadas, o caminho do Mestre está se abrindo pra você. A Meditação Transcedental tem sido fator de muitas mudanças em sua vida. Eu também achava que ser representado pelo Ermitão era uma coisa chata. quem deseja ter um caminho solitário? Mas tem um recado muito interessante a respeito do nove do tarot:

“Esclarecendo seu inconsciente, vai se conhecendo; conhecendo-se vai se resolvendo; resolvendo-se vai se centrando; e centrando-se vai se tornando fértil até o ponto em que pode nutrir o mundo com sua simples presença.”

“Vemos aqui o Ser maduro, centrado, sabendo preservar sua luz dos embates da inconsciencia geral, sem pretender ser o dono da verdade.”

Anúncios

Entry Filed under: Sem categoria

One Comment Add your own

  • 1. Aneci  |  janeiro 16, 2011 às 10:22 pm

    Lua é sempre ilusão que indica q se olha por uma lente a desfocar a realidade.
    A preocupação com a família talvez seja a necessidade de assumir o egoísmo sem culpa.
    Pensa nisso.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to comments via RSS Feed

Páginas

Categorias

Agenda

janeiro 2011
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Most Recent Posts

 
%d blogueiros gostam disto: